Notícias Fecomércio

DIA DAS MÃES DEVE TER CRESCIMENTO EM 2024

Desempenho do comércio de Rondônia, em termos relativos, será melhor do que o nacional

Em Rondônia uma sondagem feita pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Rondônia-Fecomércio/RO, aponta uma previsão de crescimento das vendas em torno de 7% para 2024. 

Segundo a pesquisa, 29% dos consumidores disseram que pretendem gastar de R$ 101 a R$ 200,00, enquanto, (24,6%) vão gastar de R$ 51 a R$ 100,00 com os presentes. (20,4%) tem pretensão de gastos de R$ 201 a R$ 400. 

Outros 8,3% dos entrevistados pretendem gastar mais de R$ 400. 

A previsão é de uma movimentação, em todo o Estado de Rondônia, de R$ 94,5 milhões no período.  

Em relação aos presentes as primeiras colocações de intenção de compra estão vestuários, calçados e acessórios (31%); Perfumes (17%), Almoço\Jantar em restaurante (13%), Cosméticos (10%), Eletrodomésticos (9%), Celular\Smartphone (8%). Três por cento dos entrevistados não sabem ou não decidiram o que irão presentear. 

 

O presidente da Fecomércio/RO e vice-presidente da CNC, Raniery Araujo Coelho, afirmou que “o Dia das Mães é uma data importante para o comércio e as lojas, este ano, se prepararam bem e estão com boas promoções. Então, certamente, estamos otimistas em relação aos resultados. Nossas expectativas são melhores que as nacionais”, ressaltou. 

A sondagem foi feita entre os dias 24 a 30 de abril, via telefone, com 175 entrevistados.

BRASIL

A ABECS-Associação das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços, em parceria com o Instituto Datafolha, também realizaram uma pesquisa para avaliar a expectativa de vendas do Dia das Mães, uma das datas mais importantes para o comércio nacional. A sondagem apontou que 63% dos brasileiros, cerca de dois terços, têm a intenção de comprar presentes. O gasto médio previsto é de R$ 229,00 e a data deve movimentar R$ 15 bilhões em compras nos setores de comércio e serviços, em termos nacionais. 

Em comparação com 2023, 4 em cada 10 entrevistados, ou 39%, acreditam que os gastos serão maiores em 2024, enquanto 23% acreditam que serão menores e 35% o mesmo valor. 

O presidente José Roberto Tadros, da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), indica um volume de vendas de 3,5% maior que no ano passado e alcançará um valor total de R$ 13,2 bilhões.

As lojas físicas, citadas por 72% dos entrevistados, será onde a maior parte pretende comprar presentes de Dia das Mães, e um quarto (24%) pretende fazer as compras online. 

Entre os consumidores entrevistados, 47% afirmam ter intenção de utilizar o cartão como meio de pagamento, sendo a preferência pelo cartão de crédito (27%) e seguido pelo cartão de débito (20%). O segundo meio de pagamento mais mencionado foi o Pix, com 37%. O dinheiro aparece em terceiro lugar com 31% das respostas, enquanto 1% não ainda não sabem. 

Em relação às regiões, o Sudeste (54%) e o Sul (52%) são onde o uso do cartão é mais predominante, com mais da metade dos entrevistados usando este meio de pagamento. 

Os cartões também lideram as menções entre homens (47%) e mulheres (46%). A pesquisa também perguntou sobre a intenção de parcelamento das compras: 67% das respostas foram afirmativas. Dessas, 43% pretendem parcelar em 2 vezes e 26% em 3 vezes.

Deixe aqui seu comentário!
Shares:

Related Posts