Notícias Fecomércio

Comitê cria 5 grupos de trabalho para impulsionar a Estratégia BIM-BR

Comitê cria 5 grupos de trabalho para impulsionar a Estratégia BIM-BR

 

O Comitê Gestor da Estratégia BIM-BR aprovou, nesta quarta-feira (10), a criação de cinco grupos de trabalho para desenvolver iniciativas da Estratégia BIM-BR (Modelagem da Informação da Construção), que busca disseminar uma tecnologia integrada de construção para reduzir os custos e o tempo de conclusão das obras, além de contribuir para a descarbonização. 

Durante a primeira reunião do Comitê, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) apresentou os cinco GTs, que terão por objetivo: i) sugerir regras para a regulamentação normativa do uso prioritário do BIM; a estruturação da administração pública para adoção do BIM; o fomento à pesquisa, desenvolvimento e inovação de aplicações BIM; a capacitação e formação profissional em BIM; e a sustentabilidade ambiental e BIM. 

Alinhada à Nova Indústria Brasil, a Estratégia BIM-BR foi apontada pelo secretário da SDIC, Uallace Moreira, como fundamental para a transformação tecnológica do setor da construção civil. O uso do BIM pode reduzir entre 5% e 10% os custos de construção e manutenção. 

“É uma estratégia que tem um papel fundamental no setor produtivo da construção civil, com alto impacto na geração de empregos que é o ponto principal da Nova Indústria Brasil. É gerar emprego e renda e dialogar com a questão da transformação tecnológica e, também, simultaneamente da sustentabilidade”, ressaltou Moreira na abertura da reunião.  

Além do estabelecimento de grupos de trabalho, o Comitê Gestor discutiu e aprovou seu Regimento Interno.   

Obras públicas 

Um dos desafios do Comitê é desenvolver ações para incorporar o BIM nas obras públicas. Para o diretor de Desenvolvimento da Indústria de Bens de Consumo Não Duráveis e Semiduráveis, Rafael Codeço, a tecnologia BIM é a principal viabilizadora da industrialização da construção, processo importante para aumentar a produtividade do setor e reduzir o déficit habitacional e de infraestrutura.   

“A estratégia BIM abre caminho para o governo fazer as entregas que ele se propôs a fazer, como o Minha Casa, Minha Vida, que deve entregar 4 milhões de habitações até 2026. E há também uma robusta carteira de investimentos em infraestrutura a serem entregues por diversos outros ministérios. A digitalização e a industrialização da construção se tornam ainda mais urgentes diante do aumento da idade média dos trabalhadores em canteiros de obra Brasil afora”, destacou Codeço. 

O principal benefício do BIM é a melhoria na qualidade do processo da construção. A partir de um modelo digital integrado, a compatibilização de diferentes projetos é realizada de maneira precisa. Antecipa-se a detecção de interferências físicas e funcionais, evitando desperdícios de prazo, custo e materiais durante a execução da obra. 

As experiências do uso do BIM por órgãos públicos, em projetos piloto, serão importantes para embasar as ações que serão desenvolvidas pelo Comitê Gestor, pelo Grupo de Assessoramento Técnico e grupos de trabalho. Por isso, serão realizadas reuniões para a apresentação dos projetos piloto desenvolvidos pelo DNIT, Secretaria de Aviação Civil e Ministério da Defesa. 

O Comitê Gestor é presidido pelo MDIC e conta com representantes da Casa Civil e dos ministérios das Cidades, da Ciência, Tecnologia e Inovação, da Defesa, da Educação, da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, de Portos e Aeroportos, e dos Transportes. 

 O que é o BIM 

BIM é a sigla em inglês para “Building Information Modelling” – em português, Modelagem de Informação da Construção. Trata-se conjunto integrado de processos e tecnologias que permite criar, utilizar, atualizar e compartilhar, colaborativamente, modelos digitais de uma construção, de forma a servir potencialmente a todos os participantes do empreendimento durante todo o ciclo de vida da construção. 

Em termos simples, é uma “construção virtual” antes da efetiva execução da obra. Inclusive, é possível simular a pegada de carbono decorrente da implementação de cada projeto, permitindo a comparação dos impactos ambientais de maneira facilitada. 

O BIM é um conjunto de processos e tecnologias que permitem a criação, utilização, atualização e compartilhamento de modelos digitais de construções, de forma colaborativa entre todos os participantes do empreendimento. 

Fonte: gov.br/mdic/pt-br

Imagem: Internet

The post Comitê cria 5 grupos de trabalho para impulsionar a Estratégia BIM-BR first appeared on Portal do Comércio.

Deixe aqui seu comentário!
Shares:

Related Posts